talvez isso seja uma declaração .

Todos os dias o medo de te perder me aflige. E eu que sou tão livre, me vejo presa à essas rédeas invisíveis do teu amargo amor; e eu, que sempre preguei tanto a liberdade, me vejo algoz por causa desse sentimento que enlouquece.

O pior é que eu sei…! Fui criada ouvindo discursos de que o amor é livre, de que o amor é bom e que não oprime, e ainda assim, faço tudo ao contrário, pois acabo me mirando em teu espelho cheio de reflexos incongruentes e tortos, seguindo por essa estrada cheia de cacos que foram ficando pelo caminho desse teu coração partido que não me levará a lugar nenhum, mas que ainda assim – e com todas as cicatrizes que venho carregando – consegue me manter viva. Sim, viva! Com o coração pulsante e todo aquele blá blá blá que só o amor consegue proporcionar. Acho que tenho essa coisa de não me acomodar, mesmo que seja pra sofrer… Gosto desse movimento incessante, daquele frio na barriga e falta de ar que acontece quando te vejo ou da raiva imensurável que sinto quando você se porta como o idiota que você é. Não era minha vontade confessar tamanha afeição assim com essas palavras, mas você desperta esse meu instinto meio compulsivo, meio exagerado… E talvez isso explique o porquê desse sentimento me transbordar.

Colaboração de: O Portal da Mente

Anúncios

4 opiniões sobre “talvez isso seja uma declaração .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s