Misticismo

Eu fecho os olhos, mas a noite insiste em não chegar.
Eu anseio.
Conto nos dedos, conto contos, faço pedidos.
P’ra tristeza ou p’ra alegria, a noite insiste em não chegar.
P’ra eu fazer minha reza, eu conto com a noite,
mas ela não chega.
Eu choro em silêncio,
e mainha me diz com a sabedoria dos deuses:
“A noite já chegou, fia, é você que só enxerga luz.”
Fecho os olhos e sorrio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s